CURSO DE TAPEMBOL É MINISTRADO PARA 90 PROFESSORES EM PORTO VELHO

Tapa na bola, a modalidade tem mais de 10 anos de existência e é originária de Minas Gerais; idealizador do tapembol ministra curso para educadores físicos na capital

Por Jheniffer Núbia – Porto Velho

Idealizador do tapembol, professor Marco Aurélio, ministra oficina de modalidade em Porto Velho — Foto: Jheniffer Núbia

Tapembol vem da expressão “tapa em bola”, “tapa na bola”. A modalidade é nova em Rondônia e na manhã desta sexta-feira, 28, foi ministrado um curso para educares físicos do estado. O palestrante, o professor de educação física Marco Aurélio, é o próprio idealizador do tapembol.

No total 90 educadores físicos participaram do curso que aconteceu em uma quadra de uma faculdade da capital. O idealizador Marco Aurélio explica que o esporte surgiu espontaneamente.

– O tapembol aconteceu em uma roda e dessa roda saiu o ‘feeling‘ para que se tivesse um objetivo que fosse além do toque na bola, foi quando no dia seguinte coloquei o gol. Foi assim que surgiu o objetivo para aquele tipo de toque na bola e assim foi que criou o tapembol.

Tapembol em RO — Foto: Jheniffer Núbia

O professor, que é de Minas Gerais, conta que o esporte é cultural da região onde mora. Ele explica que na modalidade cada partido tem cinco jogadores na linha (dois defensores, dois laterais e um central) e o goleiro.

– A gente aproveitou essa ideia de quadra poliesportiva, que tem algumas marcações, para a organização das leis do tapembol, que é limitado nos toques da bola se limitando em um ou dois. Com esses toque o jogador já deve utilizar a oportunidade para lançar para o gol. É um esporte que todo mundo precisa de todo mundo. Outra regra é que a defesa não pode passar o meio da quadra.

Tapembol em RO — Foto: Jheniffer Núbia

Marco Aurélo conta que a modalidade é novidade no Norte, mas já existe desde 2007 e tem ganhado espaço em vários estados do Brasil e até fora do país.

– São 22 estados que praticam o tapembol, mas o esporte também tem ganhado espaço fora do nosso país como na Argentina, Canadá, Suécia.

Os educadores se reuniram na manhã de sexta-feira, 28, para participar da oficina.

Clique aqui e veja a matéria no site do GloboEsporte.com

Deixe um comentário sobre o Tapembol