ESPORTE
TAPEMBOL

“Eu me adaptei ao esporte logo que o mesmo me foi apresentado, ainda na escola pelo meu professor de Educação Física, Marco Aurélio. Mas acima de tudo, o Tapembol me fez ter interesse por outros esportes, melhorou muito a minha qualidade de vida e houve até melhorias estéticas.” Lucas Augusto

O Tapembol, junção das palavras “tapa” “em” “bola”, foi criado em 2007 pelo caeteense e professor de Educação Física Marco Aurélio Cândido dentro do espaço escolar. A Reportagem Gazeta conversou com os esportistas Lucas Augusto Fonseca (18) e Marcela Raisse da Silva (19), (foto), com o intuito de divulgar a importância e os benefícios que o Tapembol proporciona aos seus praticantes. “Nós praticamos o esporte há cerca de 10 anos e uma das vantagens do Tapembol é que este esporte é universal, uma vez que todas as pessoas podem praticá-lo, independente de idade ou porte físico.”, relataram os jovens. 

O Tapembol,segundo o seu criador, proporciona inúmeros benefícios, além de promover o desenvolvimento de diversas habilidades que se tornam perceptíveis e fundamentais no dia a dia. “Eu conheci o Tapembol por curiosidade e acabei me apaixonando pelo esporte.”, disse Marcela. 

No esporte não são permitidas condutas desleais como chutar a bola, utilizar as mãos fechadas, empurrar o adversário, etc. O jogo foi criado em Caeté e tem se popularizado por diversas regiões do país como Mato Grosso, São Paulo, Bahia, entre outros.

Fotos e reportagem: Hágata Adrilágila para o Jornal Gazeta Caeteense
Leia mais, leia Jornal Gazeta.
Informação sem preço

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns Marcela e Lucas pela dedicação. Matéria sensacional do Jornal Gazeta retratando o Tapembol na vida dos jovens Caeteenses!

Deixe um comentário sobre o Tapembol